Quais são as duas melhores baterias para moto do mercado?

Saber qual a melhor marca é uma dúvida recorrente entre motociclistas, motoqueiros e motoboys. Seja para quem usa como seu principal meio de transporte para trabalho ou lazer. A verdade é que ninguém quer ficar “na mão” quando mais precisar do seu veículo utilitário. Não é mesmo?

Por isso a gama de marcas de baterias de motos existentes no mercado é imenso, mas apenas algumas delas devem ser priorizadas na escolha por conta de dois pontos que achamos que são os mais relevantes:

1 – Ver se a bateria segue os padrões originais de fabricação da moto

Para saber qual é a bateria específica da sua moto busque auxilio pelo manual do veículo, através dele você conseguirá saber qual a amperagem requerida assim como as dimensões da caixa da bateria que farão com que a peça que esteja sendo buscada se encaixe perfeitamente para a demanda que a motocicleta exige.

2 – Analisar se o prazo de garantia é superior do que é geralmente oferecido no mercado.

A garantia de fábrica é primordial para essa escolha, prefira sempre por baterias que ofereçam de fábrica um prazo de garantia maior em comparação as concorrentes. Afinal se a montadora está oferecendo uma garantia maior é porque de fato o produto é melhor daquela que oferece uma garantia de menor prazo. E você sabe quais são as marcas de bateria de moto que oferecem o maior prazo de garantia?

A líder de mercado que oferece o maior prazo de garantia para baterias de moto é a marca Yuasa, são 9 meses totalmente assegurados para qualquer que seja a dificuldade apresentada. Lembrando que as marca de baterias da Moura e Heliar levam no máximo 6 meses de garantia. Outra marca que leva as mesmas características tecnológicas da Yuasa é a marca Vulcania que oferece aos seus consumidores 7 meses de garantia em suas baterias. Outro ponto curioso da Vulcania é que ela é fabricada pela própria Yuasa e considerada a 2ª linha da marca, ou seja quem estiver procurando por custo benefício a sugestão é que adquira a Vulcania, agora quem prefere por tecnologia de ponta e total suporte com devido o prazo de garantia a sugestão da Cais Baterias são as baterias da marca Yuasa.

Agora que você sabe se o problema a diferença entre bateria de moto e de carro, continue por aqui! No blog da Cais Baterias tem muita informação do universo das baterias automotivas. E não se esqueça de deixar o seu comentário.

As 5 motos mais caras do Brasil

Escolher uma boa motocicleta compensa muito, mesmo se o preço for um pouco mais salgado do que de costume, o custo benefício compensa. Há casos, como o seu e de outras pessoas, onde a melhor moto é aquela que tem o maior preço possível, afinal, quanto mais cara, melhor ela é. Com isso, nós da Cais Baterias temos a energia certa para salvar o seu dia e vamos te dizer, quais são as 5 motos mais caras do Brasil!

 

5º lugar: BMW K 1600 GTL Exclusive – R$ 154 mil

A BMW sempre foi conhecida como uma marca de carros luxuosa e bastante cara, e com motocicleta não poderia ser diferente. Com design irado, tecnologia, sem contar com farol de adaptação, controle de tração e freio ABS, torna essa moto uma máquina de 160,5 cavalos a 7750 rpm e câmbio de 6 marchas.

 

4º lugar: Harley-Davidson CVO Limited – R$ 157,3 mil

A Harley, como toda empresa de carros e motos que inova, possui um departamento de customização. Essa moto foi criada com objetivo de ser uma edição limitada, possuindo como diferencial acessórios tecnológicos, como sistema de som via tela touch. Seu motor se chama Milwaukee Eight, que vibra menos que o normal.

 

3º lugar: Kawasaki Ninja H2 Carbon – R$ 164 mil

A Kawasaki Ninja H2 Carbon é poderosa, sendo a ser considerada uma supercharger. Exclusiva de somente 120 unidades, seu motor é de 215 cv a 11 mil rpm e 4 cilindros em linha.

 

2º lugar: Kawasaki Ninja H2R – R$ 357 mil

Sendo uma variação da H2 Carbon, essa moto não pode circular nas ruas. O motivo é que ela é a motocicleta mais potente do país, isso se leva em conta seu motor 4 cilindros em linha de 998 cilindradas, sendo considerada também uma moto do tipo supercharger.

 

1º lugar: Ducati 1299 Superleggera – R$ 550 mil

A Superleggera tem esse nome para representar a leveza da motocicleta, pesando apenas 156 kg, mas nem por isso ela é fraca, muito pelo contrário, seu motor é de 215 cv a 11 mil rpm bi cilíndrico. Além da tecnologia, que inclui freios ABS, controle de derrapagem lateral e controle preciso de tração, é uma moto feita, em sua maioria, de fibra de carbono. A sua única limitação é com relação a número de unidades, cerca de 500.

 

Essas motos realmente são caras demais e para poucos, mas valem a pena para quem quer aliar desempenho, design e luxo. Saiba que essas motos tem as baterias certas, tanto da Heliar, quanto da Moura, basta escolher. Temos também o nosso blog, onde tem muito mais informação sobre motocicletas. E não se esqueça de responder nossa pergunta: qual dessas motos você achou mais interessante de comprar? Até a próxima!

As 5 motocicletas mais rápidas do mundo

Quando se fala em motocicleta, logo você pensa em velocidade, e para amantes desse veículo de duas rodas, sempre há a imaginação em saber o quão rápidas elas podem ser. Sabendo disso, nós da Cais Baterias temos a energia certa para salvar o seu dia e vamos te dizer quais são as 5 motos mais rápidas do mundo! Os valores das motos já estão convertidos em reais e sem impostos.

 

5º lugar – BMW S1000RR – 305 km/h

Devido ao seu motor inline-4, que também tem chances de ser redlined e 14200 rpm, chega aos 305 km/h, sendo que seu preço gira em torno de R$ 75,9 mil e R$ 78,4 mil. Há essa moto tanto na cor vermelha com preta, quanto modelo tricolor.

 

4º lugar – MV Agusta F4 Tamburini – 307 km/h

Essa moto possui um cockpit com enfeite de plaqueta de ouro 18k, nela consta o número de série. Sendo exclusiva de apenas 300 compradores, vai de 0 a 100 km/h em 3,1 segundos, isso graças a 1000 cilindradas, com 4 cilindros, 6 marchas e 16 válvulas. Seu preço está R$ 111,37 mil.

 

3º lugar – MV Agusta F4 R312 – 314 km/h

Possuindo 999 cilindradas e 4 cilindros, eles são em linha e cada um tem 4 válvulas, além de refrigeração líquida e comando duplo no cabeçote. Sua potência é de 13600 rpm e seu preço estimado é de R$ 40 mil.

 

2º lugar – Suzuki Hayabusa GSX1300RA – 320 km/h

A famosa Hayabusa da Suzuki. Com um preço no mercado em torno de R$ 62,9 mil, essa motocicleta tem motor 4 tempos de 1340 cilindradas, refrigeração líquida e 4 cilindros.

 

1º lugar – MTT Turbine Superbike Y2K – 370 km/h

O MTT Turbine tem um design bastante diferente, mas não é isso que se distingue das outras motos. Sua velocidade é alcançada graças a uma turbina de jato do Rools Royce junto com um motor de helicóptero. Ela é artigo de colecionador e tem valor de R$ 467,78 mil, pois sua produção terminou em 2005.

 

Essas motocicletas realmente têm velocidade, uma coisa que também é bem rápida é você acompanhar o nosso blog, pois lá com certeza tem muita informação! E não se esqueça de responder nos comentários: o que você achou dessas motos extremamente rápidas? Até a próxima!

Os 4 tipos de roda para moto

Você está pensando em comprar uma motocicleta, mas está em dúvidas sobre vários aspectos dela. Uma grande dúvida que aparece é relacionado à roda da moto, afinal, só existe um tipo de roda? Fique tranquilo que nós da Cais Baterias temos a energia certa para salvar o seu dia e vamos responder agora!

Primeiro fique sabendo que existem, ao todo, 4 tipos de rodas para moto, vamos te explicar quais são essas.

 

Os 4 tipos de roda

As duas principais são a do tipo raiada e a de liga leve. A raiada é um tipo mais antigo, na qual tem o cubo, os raios e o aro, esses sendo de aço ou alumínio, na qual são interligadas.

 

 

 

A de liga leve é um modelo de roda mais novo, usada principalmente por motos do tipo estradeira ou mesmo modelos urbanos, são mais atingidas por impactos pelo fato de serrem mais rígidas, entretanto são melhores em questão de performance, pois são mais leves.

Há ainda outros dois modelos, esses mais difíceis de encontrar, a chamada comstar e a de fibra de carbono. A comstar é feita com miolo de aço com aro de liga leve, sendo um modelo raro, pois perdeu espaço para a raiada e de liga leve. E a de fibra de carbono, igualmente rara, mas por um motivo diferente, essa só é usada em motos competitivas.

 

Pneus também são importantes

O pneu muda de acordo com o tipo de roda da moto. Por exemplo, na raiada, é obrigatório o uso da câmara, já na de liga leve não precisa. Ainda nas de liga leve, não é necessária tanta manutenção, apenas uma pequena verificação periódica para ver se não há perda de ar no pneu.

 

Com isso, recomendamos que você use a raiada, muito por conta de certos terrenos urbanos que possuem pequenos buracos, pois a raiada é mais resistente. Para moto de competição, a de fibra de carbono é a mais recomendada! Agora sabendo disso, vai em busca da sua moto ideal, sem esquecer de contar com a Cais Baterias, pois aqui temos as baterias ideais da marca Yuasa para qualquer motocicleta! E se você gostou e quer mais informações, comente aqui abaixo! Até a próxima!

Porque cada motocicleta tem uma bateria certa?

No mundo das motos, cada uma é especial de acordo com quem à pilota. Cada moto tem suas próprias características de peças como: tipos de rodas, motor, carenagem e até o freio. E outra peça importante da motocicleta é a bateria, e dependendo da moto, há diferenças bastante relevantes na hora da compra. Nós da Cais Baterias temos a energia certa para salvar o seu dia e explicaremos a você o porquê cada motocicleta ter uma bateria certa para o funcionamento.

 

Peso

Apesar de ser o menor fator a se levar em conta, o peso pode influenciar no desempenho da motocicleta. Cada moto está acostumada, no seu compartimento de bateria, a um peso específico, e uma bateria de moto que ultrapasse muito a média pode, em longo prazo, trazer problemas.

 

Dimensões

Agora entramos em um ponto importante, as dimensões de uma bateria de moto. Não importa se o peso ou amperagem estão de acordo com o modelo da moto, a medida da bateria tem de ser exatamente a mesma que a caixa de bateria. Se for maior, ela não vai se encaixar, caso for menor, pode trazer problemas devido à folga.

 

Amperagem

Importantíssima característica de uma bateria de motocicleta! A amperagem é o consumo máximo da bateria e produto, nas quais tem suas diferenças de intensidade, pois é para adaptação aos tipos de modelo de moto que essa bateria atende. Um exemplo disso são as baterias da marca Yuasa modelos YB5L-B e YB14L-A2, enquanto a primeira atende uma moto XTZ 125, a outra bateria serve na XTZ 750, ambas da marca Yamaha. Ou seja, mesmo as duas baterias sendo Yuasa, servem para veículos diferentes.

 

 

Essas informações te passaram o fato de que as características pedidas de cada moto com relação à bateria devem ser respeitadas. Tanto em questão da amperagem do veículo, quanto nas dimensões totais e peso. Uma boa forma de saber mais sobre baterias de motocicleta é acompanhando nosso blog. Precisando de bateria de moto? É só entrar em contato com a gente! Agora comente aqui abaixo, você já teve dificuldades na hora de comprar uma bateria de motocicleta?

Afinal, alarme da motocicleta consome muita bateria?

Você curte motocicleta, adora trafegar para qualquer lado, viajar, ou até mesmo ir e voltar do trabalho. O problema é que nem sempre há dinheiro para pagar um estacionamento e é preciso deixar sua magrela nas vagas da rua. Isso pode te deixar bem preocupado, pois é necessário ter um sistema de alarme sonoro, assim evitando que qualquer pessoa suspeita possa, por exemplo, furtar sua moto.

Entre todas as dúvidas que você tem, uma delas é em questão do consumo que ela gera. Independente do consumo é importante ter alarme sonoro para evitar perda do veículo automotor. Mas esse alarme consome muita bateria da moto?

Sim, como todo componente elétrico, ele consome certa energia da bateria da moto, mas não é nada muito alto quando ela não é ativada, em torno de 10w. Mas fique atento, é necessário usar a moto quase que diariamente, assim evitando que a bateria seja descarregada mais rapidamente. Sim! Como no carro, quando o motor não está ligado, mas algum outro componente está, como rádio ou farol, há um consumo maior de energia, na moto a lógica é a mesma.

Mas e quando o alarme sonoro da moto é ativado? Há um consumo muito maior de energia da bateria, pois não há motor ativo, além do som ser bastante alto com o objetivo de chamar atenção de todos em volta, é a chamada corrente de stand by. Mas nem por isso não se deve usar alarme sonoro, ele só é ativado quando sua moto realmente está em perigo!

Caso você ter alguma dúvida ou problema com a bateria da sua moto, é só chamar nós da Cais Baterias, pois temos a energia certa para salvar o seu dia! Você tem duas opções, ou nos visitar na Avenida Washington Luiz, número 8 em Santos, ou pelo telefone (13) 3232-3501, sem preocupação ou dor de cabeça desnecessária.

As baterias são todas iguais?

Afinal, bateria é tudo igual? Será mesmo? Algumas pessoas tem esse pensamento, mas não é culpa delas, elas apenas não sabem as diferenças, outras nem sabem exatamente a função que está presente em todas as baterias.

Para começar, existem diversas categorias, como as baterias automotivas, baterias para motos, baterias para veículos pesados e de grande porte, como ônibus, caminhões, empilhadeiras e até tratores. Cada categoria possuem tamanhos, voltagem, amperagem e peso diferentes. E mesmo em cada categoria, há baterias que servem em apenas algumas linhas de veículos.

Vamos usar como exemplo duas baterias para moto da marca Yuasa, a YB3L-A e YB4L-B, apesar de serem da mesma marca, enquanto a YB3L-A serve na Honda XL250 e XL350, além da Yahama DT180, a YB4L-B também serve na Honda, mas no modelo C 100 Dream. Isso ocorre pelas diferenças de medidas e amperagem entre as baterias.

Além disso, existe outra categoria de baterias, são as baterias estacionárias e VRLA. Elas não lidam especificamente com sistemas veiculares, mas sim com equipamentos diversos que demandam energia elétrica. A bateria estacionária e VRLA lidam com sistemas de alarmes, vigilância, iluminação de emergência e nobreaks.

Viu como é fácil entender a diferença entre as baterias? Cada bateria serve para algum veículo ou equipamento diferente, mas todas tem a função principal de fornecer energia! Agora, se você tiver precisando de alguma bateria, chame a Cais Baterias, temos a energia certa para salvar o seu dia! Estamos na Avenida Washington Luiz, número 8, bem no canal 3 em Santos. Se quiser entrar em contato direto da sua casa, é só nos ligar pelo telefone (13) 3232-3501.

Quais são os principais erros que acabam com a duração da bateria da moto?

Você faz ideia do risco que você pode colocar na bateria da sua moto? Alguns motociclistas só se dão conta do estrago na pior hora possível, seja naquela emergência, ou mesmo no dia da viagem de férias. Não fique com dor de cabeça, vamos te passar os 5 principais erros que você pode cometer com a bateria para moto.

 

Não verificar o nível de água

A maioria das baterias para motos necessitam de manutenção com água destilada, ou seja, é preciso verificar todo mês o nível da água, pois é ela responsável por realizar a reação química para o fornecimento de energia. Caso não for feita essa verificação, a bateria começa a falhar e estragar.

 

Moto muito tempo parada

Assim como qualquer equipamento, se não houver uso por tempos prolongados, pode haver perda de energia. O ideal é usar a moto, pelo menos, uma vez por semana. Caso contrário, desconecte a bateria, primeiro no polo negativo, depois o positivo, assim evitando ainda mais a perda de carga.

 

Baixa temperatura

Caso estiver em períodos muito frios e continuar utilizando a moto, o óleo fica mais denso. Com isso, a bateria faz mais força para o motor queimar esse óleo, diminuindo a vida útil da bateria. A recomendação é usar a moto em temperaturas mais amenas.

 

Oxidação

Se você não limpar os terminais da sua bateria, é possível que eles comecem o processo de oxidação, o que prejudica seu desempenho. Faça limpezas periódicas e principalmente limpe antes da troca.

 

Usar o farol de forma errada

Assim como os carros, se desligar a moto antes do farol pode fazer com que a bateria consuma mais energia na próxima partida. Além disso, pilotar com o freio constantemente ativo faz com que a luz traseira seja ativada, havendo maior consumo de bateria.

 

Pelo jeito você não sabia dessas ações. São dicas infalíveis que te ajuda a aumentar a durabilidade da bateria da sua moto. Agora, caso sua bateria esteja com problema, é só chamar nós da Cais Baterias, temos a energia certa para salvar o seu dia! Ficamos em Santos, na Avenida Washington Luiz, número 8, bem no canal 3. Se quiser ter mais facilidade, é só ligar no telefone (13) 3232-3501.

Qual é a diferença entre uma bateria de carro e bateria de moto?

Uma dúvida que um condutor de veículo automotivo, ou até mesmo de moto possa ter, é sobre um dos componentes vitais para o seu funcionamento, existem diferenças entre uma bateria automotiva e uma bateria de moto? Esse questionamento, por incrível que pareça, é feito muitas vezes, sendo até compreensível, pois uma bateria tem a função primordial de levar energia para o veículo, sem ela, não é possível dar a partida, muito menos usar outros componentes eletrônicos. Mas, há diferença de fato?

Primeiramente, temos a bateria automotiva, que pelo próprio nome diz, abrange o motor do veículo e demais componentes eletrônicos e elétricos, como para brisas, dvd player, vidro elétrico e alarme. Segundamente, há a bateria para veículos automotores, que fornece energia, só que para menos componentes, abrangendo também o motor, além da tradicional buzina e o farol.

Essencialmente, a diferença principal entre bateria de carro e moto é o seu tamanho e peso, o que mudam também características mais técnicas, igualmente importantes para os dois casos. A voltagem e amperagem, como são veículos diferentes, com tamanhos e necessidades de componentes distintos, faz com que tenha a adaptação para esses dois grupos de baterias. Mas isso não quer dizer que uma bateria para moto irá servir para qualquer motocicleta, pois existem subgrupos que exigem mais ou menos potência da bateria, isso também vale para o carro.

Utilizando a amperagem (AH) como exemplo, podemos ser mais específicos, uma bateria para carro possui entre 40ah a 90ah, já a bateria para moto é bem menor, ficando entre 5ah a 12ah. Ou seja, sempre verifique, junto ao manual do seu veículo, a capacidade exata de energia que deve ser consumida, assim você evita que ocorra uma pane e dor de cabeça desnecessária!

Agora que você sabe a diferença entre os dois tipos de baterias, fique mais um pouco! Temos diversas informações e baterias à sua disposição. Somos a energia certa para salvar o seu dia! Ficamos em Santos, mais exatamente na Avenida Washington Luiz, número 8, bem no canal 3, super fácil de vir aqui! Caso queira nosso telefone, é só ligar no (13) 3232-3501.

O que acontece se jogar bateria automotiva na natureza?

Você provavelmente sabe que uma bateria, independente se é de carro ou moto, possui algumas substâncias químicas que auxiliam no processo de transmissão de energia para todo o veículo. Mas, você sempre tem aquela dúvida de um ponto principal e bastante importante, e é sobre o porquê você não pode descartar a bateria em qualquer lugar, muito menos na natureza. Nós da Cais Baterias temos a energia certa para salvar o seu dia, e vamos te dizer mais exatamente o que acontece e em quanto tempo leva para a natureza decompor todo o material.

Primeiro vamos abordar sobre o tempo de decomposição. Uma pilha comum, por si só, dura centenas de anos, não se sabe ao certo o tempo exato, mas o período fica entre 100 e 500 anos, sim, apenas uma pilha! Agora com relação a uma bateria automotiva, por exemplo, não há tempo limite, pois é infinito. Ou seja, se você descartar incorretamente sua bateria em qualquer lugar, não importa em qual lugar seja, ela nunca desaparecerá. Isso acontece pelo fato do metal pesado que compõe a bateria.

Agora o problema de descartar incorretamente uma bateria é a contaminação. Jogando no meio ambiente, a bateria contaminará todo o entorno de onde foi deixada, justamente por ter materiais químicos e tóxicos que, com o passar do tempo, vai sendo absorvida pela natureza. Com a terra contaminada, acaba chegando até os animais, que mais tarde acaba chegando até na carne que você consome. E quando um alimento é contaminado, mesmo com todo o processo das grandes empresas de carne em garantir a qualidade do produto, não é totalmente garantido que não passe algum pedaço desse tipo de alimento impróprio para consumo.

A única, e melhor solução, é descartar a bateria no lugar certo! Vamos colocar como exemplo a Cais Baterias, a forma mais simples é na hora da troca de bateria, ao adquirir uma nova, você estará dando sua antiga para a loja com o preço reduzido, assim economizando seu dinheiro. Essa bateria velha vai ser levada pela Cais Baterias até a fabricante, onde a própria marca vai se encarregar de dar um destino. Parte do material vai ser reciclado para a fabricação de baterias novas, o restante será eliminado para não contaminar a natureza.

Nós da equipe da Cais Baterias esperamos ter respondido a sua dúvida. Caso tenha interesse no descarte correto de baterias automotivas, temos como exemplo a Oito Elementos, ONG que se dispõe em descartar corretamente pilhas e baterias, inclusive de veículos automotivos. Agora comente aqui embaixo, esse post foi útil para você? E não se esqueça de acessar o nosso blog, pois temos várias outras informações bem legais para você!